Irei neste post falar sobre uma série de erros comuns de blogueiros iniciantes no WordPress, todo principiante ao montar seu blog busca pensar no visual do site, posts e muitas outras coisas que poderão fazer seu site alavancar, ter sucesso, ganhar visitas e monetizá-lo. Mas acabam deixando vários pontos sem a configuração necessária, ignorando detalhes ou escolhendo opções erradas para seu WordPress.

erros comuns de blogueiros no WordPress

A maioria das pessoas que querem se tornar um blogueiro de sucesso, tendem a ter urgência e colocar o site no ar, para logo conseguir publicar seus post, e com essa pressa, existem algumas coisas que são ignoradas, o que pode levar a inúmeras vulnerabilidades de segurança e afetar seu blog / site em algum momento, ou tornar seu blog menos relevante para os mecanismos de buscas e assim seu sucesso não chegar!
Neste artigo, descrevemos os 21 erros comuns de blogueiros iniciantes no WordPress que quase todos nós cometemos no começo.

Espero que com estas dicas você possa evitar os mesmos erros e tornar seu site WordPress melhor, mais rápido e mais seguro.

1 – Escolher WordPress.com ou auto hospedado WordPress.org?

Se você não conhece bem o WordPress, talvez você não esteja ciente de que existem duas versões diferentes dos sistemas de gerenciamento de conteúdo do WordPress. Há WordPress.com e WordPress.org
Escolher a plataforma errada é muito comum para os iniciantes do WordPress que costuma ficar confuso entre esses dois, e é um dos erros mais comuns, que é visto entre os iniciantes. Se você vai montar um site WordPress, é extremamente crucial saber qual é a diferença entre eles e qual deles pode ser a escolha certa para o seu novo blog WordPress.

Como ambos têm suas próprias vantagens e desvantagens, é um grande desafio para você decidir qual opção é perfeita para você. O WordPress.com (administrado pelo pessoal da Automattic) ou WordPress.org que é feito para aqueles que gostam de ter controle total sobre seus sites.

Minha dica, se você ainda não tem nenhum conhecimento e quer iniciar sem investir ou investindo pouco, para apreender e adquirir conhecimento o WordPress.com é perfeito para você, mas por outro lado se você quer algo profissional, ter controle completo de seu blog, ter um tema exclusivo ou premium, você precisará contratar um serviço de hospedagem em instalar seu WordPress da WordPress.org lá!

2 – Esquecer de alterar o nome de usuário do administrador padrão

Quando você instala o WordPress, ele cria automaticamente o nome de usuário “admin” com privilégios de administrador. É o nome de usuário que é obviamente previsível para hackers. Usando o nome de usuário “admin”, eles podem facilmente executar um ataque de força bruta para quebrar seu login e assumir o controle do seu site.

Como o WordPress oferece a opção de alterar o nome de usuário durante a instalação, não faz sentido ficar com o nome padrão. Portanto, ao instalar o WordPress, certifique-se de alterar seu nome de usuário padrão do WordPress para um nome de usuário diferente. Além disso, use uma combinação de números, letras e caracteres especiais em seu nome de usuário e senha.

3 – Usar um tema inadequado ou defeituoso

Escolher o tema perfeito é uma coisa crucial que decide o futuro do seu blog WordPress. A estrutura do seu design desempenha um papel vital no ranking dos mecanismos de busca. Mas há alguns itens que você deve ter em mente ao escolher um tema:

  • Facilidade de uso para você,
  • Preço
  • Desempenho
  • Relevância do leiaute com o que você irá falar no blog

Se você está procurando por um tema WordPress gratuito, então não há melhor opção do que o WordPress Themes Directory . Mas se você estiver interessado em comprar um tema comercial, recomendamos que você avalie e teste ele antes de comprar, você pode fazer o teste em algum site como GTmetrix, se o desempenho for menor que 60%, prepare-se para bastante trabalho, pois será bem difícil chegar a um valor recomendado. Além disso, se o tema precisar de muitos plugins para funcionar também é algo a se repensar, pois você também precisará instalar mais plugins e no final todos eles somados influenciarão em muito no desempenho do site.

Para ter um blog de qualidade o ideal é ter um tema leve, com os recursos estritamente necessários para seu site, porém achar um tema com essas qualidades é bem difícil e por isso uma ótima opção e contratar um desenvolvedor WordPress para criar um tema apropriado, assim você pode ter ele exatamente como quer e com os recursos que você precisa, sem contar que seu site terá um leiaute exclusivo.

4 – Ficar com o slogan padrão “apenas outro blog”

Por padrão, na instalação do WordPress é adicionado o slogan “Apenas Outro Blog”. A maioria dos novatos do WordPress se esquece de removê-lo / modificá-lo e isso será indexado pelo Google, o que não é uma boa prática.
Portanto, é aconselhável escolher um slogan único e espirituoso que tenha alguma relação com o nicho ou o conteúdo do seu blog. Você pode alterar o slogan padrão indo em Configurações >> Geral no seu painel do WordPress.

6 – Cadastrar categorias e tags complicadas 

O uso adequado de categorias e tags é fundamental para o SEO de seu site e para facilitar o entendimento do conteúdo de quem visita ele. O WordPress tem esse excelente recurso de categorias e tags para você organizar o conteúdo do site. Mas a maioria das pessoas cria muitas categorias e tags, pois acha que isso facilitará os usuários, porém não é assim. Em vez disso, essa prática pode afetar seu site de maneira negativa.

Outro problema são categorias ou tags extensas, que em alguns casos o título da categoria chega a ser uma frase, essa é uma péssima prática, categorias e tags complexas não apenas tornam seu site feio e difícil de navegar, mas também influenciam os usuários a deixar seu site, além disso você terá o SEO ruim, pois uma categoria de cauda longa somada ao título do post poderá dar outro sentido ao contexto e o robô de busca acabará não entendendo corretamente. Portanto, tente limitar tags e categorias para facilitar o entendimento do conteúdo e assim trazer e manter os visitantes no seu website.

7 – Usar a estrutura de permalink padrão

Depois de instalar o WordPress, nunca esqueça de fazer alterações na sua estrutura de permalinks. Uma coisa muito importante para o SEO é a URL amigável, ela influencia diretamente nos mecanismos de busca e também ajuda ao usuário na hora de acessar seu site, sem contar é claro na beleza que dá nos links, e o WordPress tem uma ferramenta muito simples para você gerenciar isso, vá em Configurações>>Links Permanentes, o padrão estará www.seudominio.com/?p=123

Se estiver assim você deverá alterar imediatamente para que você tenha um melhor resultado no SEO e os visitantes de seu site.

8 – Não dar formas de o usuário entrar em contato com você

Outro erro comum cometido por muitos iniciantes é não adicionar um formulário de contato em seus blogs. Você precisa muito se preocupar com a credibilidade sua e de seu site, além disso em facilitar as coisas para os visitantes. Criar uma página de contato e simplesmente mencionar seu e-mail lá não é o jeito certo de colocar seu público em contato com você.

Ter informações de contato lhe trarão mais confiabilidade e até possíveis parcerias e a maneira correta de permitir que seu público interaja diretamente com você é criar uma página de contato e adicionar um formulário de contato.

Outra coisa que pode ser feita é colocar um serviço de chat, mas você precisa ter em mente que quando o indicador estiver online  precisará ter alguém disponível para atender, pois se alguém entrar em contato pelo chat e não for atendido sua credibilidade com esse usuário já era.

9 – Usar plugin para tudo

Muitos iniciantes não sabem do impacto que instalações de muitos plugins pode causar e acabam instalando dezenas deles, muitas vezes sem necessidade ou para usar uma única vez.
Cada plugin precisa de arquivos adicionais como CSS e JS que influenciam diretamente na velocidade do site, além disso vários plugins podem provocar conflito e até seu site sair fora do ar em virtude disso.

Solução, instalar somente os plugins necessários, avaliar bem a necessidade e em muitos casos ver se a função já não existe no próprio WordPress ou no seu tema.

10 – Escolher mal a hospedagem

Muitos iniciantes optam por criar seu sites na WordPress.com e neste caso não há como definir nada em relação ao servidor que seu site estará, mas para os que optam em ter um site completo e usufruir de toda capacidade do WordPress eles precisam contratar um plano de hospedagem, e ai que vem o problema, lamentavelmente muitas das empresas de hospedagem possuem planos péssimos com preços exorbitantes, vou dar um exemplo que você precisa definitivamente ficar atendo é os planos especiais para WordPress, na maioria são muito básicos, você não consegue programar Backups, alterar a versão do PHP ou fazer qualquer coisa a não ser ter instalado seu WP lá.

Peguei um caso onde era preciso alterar um dado no banco, era simples entrar no PhpMyAdmin, alterar/Salvar, mas tivemos um transtorno enorme porque o plano dele não tinha nenhum acesso e pior esse plano era mais caro do que um com essas funções!

Outro problema muito comum é hospedagem com servidor lento, fique atento a isso, veja reputações da hospedagem, índice de reclamações e tudo que conseguir saber para tomar sua decisão.

E por último, teste antes de contratar o sistema de atendimento deles, veja o horário que eles atendem e as opções de atendimento. Há casos onde eles não têm atendimento pessoal, apenas um robô e isso simplesmente é nulo quando você tem um problema e precisa falar com sua hospedagem. O tempo de retorno também é fundamental, no chat considero que no máximo o atendimento seja em 10 minutos (digo máximo) ideal é zero! E no Ticket 1 hora, mas tem hosts que podem levar mais de 4 dias.

11 – Ignorar atualizações de plugins e temas
Cada desenvolvedor seja ele de plugin ou de tema, trabalha continuamente para manter seu plugin com código compatível para as versões mais recentes do WordPress, melhorar seu desempenho, funcionalidades, corrigir bugs e também possíveis vulnerabilidades. Se você ignora uma atualização, você estará ignorando todas essas melhorias que o plugin ou tema poderá ter. Mesmo que você as não perceba essa melhoria de código são imprescindíveis para a funcionalidade correta de seu site.

12 – Ignorar atualizações do WordPress

Os principais desenvolvedores e colaboradores do WordPress trabalham constantemente para melhorar sua segurança, velocidade, eficiência e interface de usuário. Sempre que uma vulnerabilidade ou bug é encontrado, ele recebe uma nova atualização. Ignorar uma atualização do WordPress pode resultar em uma vulnerabilidade de segurança e tornar a vida dos hackers mais fácil.
Muitas pessoas pensam que o seu site WordPress pode quebrar durante a execução de uma atualização, mas isso é quase impossível de acontecer. Se o seu tema e plugins forem codificados de forma adequada, seu site nunca será violado.

Nunca esqueça, uma versão mais recente é criada por um motivo genuíno. Portanto, você nunca deve ignorar uma atualização do WordPress.

13 – Não monitorar as estatísticas de seu site

Você sabe qual é a página ou post que tem mais visitas em seu site? Não? Então você precisa de um monitoramento como Google Analytics? O painel do WordPress não fornece essas informações de estatísticas, então você precisar de um plugin e certamente de uma conta no Google Analytics para ter esses dados detalhados. Eu pessoalmente não recomento usar um plugin para visualizar as estatísticas diretamente no admin do WordPress, apesar de ter um acesso rápido você estará carregando iframes ou dados que deixarão o admin mais lento, por isso sempre recomento que seja acessado periodicamente o Dashboard do seu serviço de estatísticas para olhar, monitorar e avaliar, só assim você terá bons resultados. Um serviço que gosto e normalmente recomento é o da clicky.com para quem está iniciando é uma boa ferramenta pois é fácil para compreender os dados fornecidos. Mas por motivos óbvios você terá que ter sua conta no Google!

14 – Não usar atributos alt e títulos em imagens

Para um site ter bons resultados ele precisa ter um bom SEO, isso é irrefutável, e uma das práticas mais recomendadas é usar atributos alt e title nas imagens, porém isso pouco se vê, na pressa de publicar esses itens são ignorados, algo que você não deve fazer, sempre cadastre essas informações, elas são muito importantes para o SEO de seu post. Além disso outra prática que é recomendável é nomear a imagem com o slug do seu post isso trará mais relevância para seu conteúdo.

15 – Ignorando gravatar e marcação de autoria do Google

Você já ouviu falar do Gravatar? Não! Bem, um Gravatar (Globally Recognized Avatar) é uma pequena imagem que representa você em toda a World Wide Web. Ele aparece ao lado do seu nome quando você faz um comentário em uma postagem do blog ou discute em um fórum. Sugerimos que você comece a usá-lo imediatamente para ser identificado e criar uma marca na web.

Assim como o Gravatar, o Google Authorship Markup dá credibilidade e maximiza a exposição. A configuração da Marcação de autoria do Google é um processo único bastante simples, que mostra sua foto ao lado da Meta description nos resultados de pesquisa do Google. Comece com isso o mais rápido possível.

16 – Não fazer a otimização de imagens

Um dos piores erros que todos cometemos é frequentemente esquecer de otimizar imagens, enquanto publicamos um artigo. Especialmente, os iniciantes não se importam com isso. Se você quiser acelerar o carregamento do seu site WordPress, faça da otimização de imagens sua primeira prioridade.
O uso de imagens em HD pode ter um tremendo impacto na velocidade do seu site, enquanto imagens otimizadas podem melhorar o desempenho geral do seu site de maneira impressionante. Portanto, não se esqueça de otimizar as imagens antes de carregá-las no seu site WordPress.
Mas o que você precisa fazer exatamente?
Simples, não adianta você fazer o upload de uma imagem de 2000 pixels se a área de conteúdo de seu site não chega nem a 900 pixels de largura! Você precisa diminuir o tamanho da imagem com um programa ou em algum site que execute isso online, exemplo: compressimage.toolur.com e de depois otimizar, vou indicar duas ferramentas online que você pode usar para otimizar / comprimir sua imagem. https://tinypng.com e http://compressjpeg.com/, ambas são ótimas, existem inúmeros plugins para isso também, que podem fazer essa compressão da imagem automaticamente.

17 – Se preocupar demais com leiaute
Uma coisa que percebo muito em quem está iniciando é a demasiada preocupação com o visual do site, e sim ele é importante, porém menos relevante que o conteúdo do site, muitos novatos buscam um visual impecável, mas entenda que o conteúdo do site é infinitamente mais importante que o visual, não adianta seu site ser lindo mas ter o conteúdo de baixa qualidade.

O que você precisa é ter um blog que seja bem desenvolvido para ser rápido, seguro e de boa usabilidade, assim você poderá publicar seus primeiros conteúdos e depois sim alavancar seu site. Além disso algo muito importante é a facilidade de uso, existem temas que são bastante complexos, com inúmeras funcionalidades que verdadeiramente irão lhe atrapalhar, por isso aconselho algo mais simples para você iniciar, outra opção é contratar um desenvolvedor para que lhe auxilie no início criando um tema que lhe facilite o uso e simplifique as coisas para você.

Com o passar do tempo você irá entender melhor seu público , você irá mudar seu critérios e gostos, então sim poderá adquirir ou até mandar fazer um tema perfeito para seu site.

18 – O que escrever nos primeiros posts?
Uma preocupação muito grande entre os iniciantes são os primeiros posts, você senta e escreve, pensa e não sabe o que deve colocar nos primeiros posts, é claro que todos querem começar com publicações muito boas e  relevantes, mas isso literalmente é desnecessário.
Para começar você pode escrever e publicar alguns posts de menor relevância, até porque seu blog possivelmente nem estará indexado nos buscadores, assim você conseguira adquirir conhecimento na plataforma, depois que você se sentir seguro e confiante poderá começar a publicar novos posts com mais qualidade e buscar superar os posts anteriores em qualidade e visualizações.

Outra dica é que revise sempre revise seu posts antigos, e caso não estejam dentro de suas expectativas os edite para melhorar, conteúdo, imagens, SEO ou o que achar necessário.

19 – Fazer o SEO do site ou do post e achar que está ok!
Muita gente, até alguns que não são principiantes acham que ao publicar um site ou um post e ter feito todo SEO estará ok e não precisa mais se preocupar que ele vai subindo no Google, isso não existe! O SEO é algo que se conquista e se perde também.
Você faz hoje e amanhã seu concorrente faz o SEO melhor que o do seu site e você cai.

Contratar um profissional especifico da área pode lhe ajudar, mas é preciso manter monitoramento e melhorias continuas, sempre aparecem novas técnicas e regras, se você não acompanha evoluindo seu site um dia seu site nem aparece mais nas pesquisas.

Além disso você precisa entender um pouco de SEO, buscar conteúdo que explicam boas práticas de publicação e sempre estar atendo a esse assunto.

20 – Acreditar em tudo que falam
Na internet têm milhares de propagandas, anúncios de soluções infalíveis e até pessoas que dizem ser especialistas mas na verdade estão apenas promovendo uma imagem que não existe. E você do outro lado procurando indicações de que possam ajudar a montar seu blog e ter o resultado o mais breve possível.

Vi um caso a pouco tempo atrás de um blogueiro que tinha pago a um “especialista WordPress” dos EUA para fazer indicações de como melhorar seu site, o especialista indicou plugins que há anos não eram mais atualizados, regras SEO que são irrelevantes e dicas inúteis. O cliente seguiu à risca as sugestões e adivinhem! Não ajudou em nada.

Não confie em tudo que falam, avalie as sugestões e compare com as de outros sites.

21 – Ser mais do mesmo

Por fim quero falar aqui de um grande erro que percebo em muitos blogueiros iniciantes. Nestes meus anos de desenvolvedor vi muitos blogueiros que trabalham muito, mas não conseguiram se destacar, e porque isso acontece? Bom depende de muita coisa, inclusive de sorte! Mas vou dar dicas do que vi de diferente nos que atingiram o sucesso.

Nos casos de sucesso que acompanhei percebi que todo blogueiro tinha um perfil inovador e buscava sua singularidade. Acredito que não seguir o modismo, foi o que os destacaram entre os demais. Vou num próximo post explanar essa minha teoria, mas abaixo descrevo os principais características que percebi nesses profissionais.

  • Não seguir muito as tendências, exemplo: Não é porque um tema está na moda que ele é adequado ou trará resultados para todo site.
  • Buscar sua singularidade, ter sua identidade visual e um site que expresse isso.
  • Nunca plagiar, o Google vai perceber isso eu garanto
  • Buscar melhoria contínua, você pode melhorar hoje o que você fez ontem!

Conclusão
A qualidade de seu trabalho é imprescindível para o sucesso e isso depende de sua obstinação, busca pela melhoria a cada dia e sempre revisar seu trabalho, porque sempre é possível aperfeiçoar.

Bom é isso ai!
Espero que essas dicas possam ajudar você!